O que esperar do Futebol 2016?

O ano de 2016 chegou chegando e para o futebol, os trabalhos começaram cedo, mas não tão intensamente como muita gente tava esperando. Bem, é fato que para 2016, o Corinthians não será mais o mesmo. Depois desse assalto chinês, o que esperar de um time que em 2015, antes do Brasileirão, era um virtual falido que tinha um estádio sem saber o que fazer e como pagar ele? Mas, não vamos subestimar o time que tem parceria com o sobrenatural de Almeida. Ah, Nelson Rodrigues, acho que nem tu explicas.

Na Terra da Garoa, o restante das equipes continua bem. Bem, se vocês acham o ano passado do São Paulo foi bom, o 2016 vai ser melhor. Sem o ex-goleiro de 2007, Rogério Ceni, alguns problemas extracampo podem sumir. Que a crise administrativa não pegue o time de jeito novamente. Com a base mantida, a esperança é de um ano competitivo.

O Santo e o Palmeiras estão na toada do crescimento. O time da Vila poderia estar melhor. Agora me respondam, vocês conhecem outro time que vende tanta gente e continua sem dinheiro em caixa? Como pode? Já o Palmeiras vive o inverso. Saiu da falência e Deus sabe como, do dia pra noite, começou a comprar todo mundo. Acho que só o Paulo Nobre sabe como.

Ah, os cariocas, que Deus perdoe a incompetência

Junte num ano, a volta de Eurico Miranda, Ronaldinho Gaúcho disputado por Vasco e Flu, posterior passagem pelo clube das Laranjeiras e um fracasso retumbante. Junte a isso, um Botafogo na série b, demitindo um técnico quando líder e um Flamengo mais perdido que cego em tiroteio. Isso foi o 2015 da galera do Rio, mas o 2016 promete ser ainda pior. Nenhuma grande novidade até agora. O que esperar da galera de lá? Com o Vasco mantendo o elenco que terminou rebaixado, mas não-humilhado, o clube deve voltar e ser o porto seguro da cidade no ano. O resto vai penar.

E o sul, para onde vai?

Inter e Grêmio passam anos e anos sendo competitivos sem ganhar absolutamente nada. Em 2016, salvo algum sucesso nas taças de mata-mata, o cenário deve ser o mesmo. O Grêmio não tem o dinheiro de outrora e o Inter pena no ostracismo. Aquela fase áurea do meio da década passada tende a ficar mais no passado do que nunca.

Já Santa Catarina continua seu movimento “esquisito” de crescimento. Em 2015, as vitórias com aquela mãozinha da arbitragem mais pareceram jogo do Corinthians do que qualquer outra coisa. Foi árbitro recebendo visita, que só tomando uma cerveja bem gelada para sobreviver a tamanha estranheza. Mas...vamo que vamo...

Ah, o Paraná, sempre a mesma coisa. Nada com nada. Infelizmente. O lampejo de sucesso fica na berlinda eterna. Sempre um sopro, nada consistente. Quem sabe um dia. Bons times e nada mais. É a mesma coisa com os times do nordeste. Na Bahia, o populismo local e o frangalho nacional. O Sport que surge com alguma esperança para o futuro. Investem alto e em 2016, é a esperança de sucesso no nordeste!

Ah, meu amigo! Seu time está como, conte pra gente. No papo de bar, vale tudo. Mas não se esqueça da gostosa da mesa do lado, ela pode estar esperando um convite pro chopp. Abs!!!